Social commerce: sua loja de semijoias conhecida nacionalmente

O social commerce é uma nova forma de expandir os canais de vendas através da internet, e pode ser muito bem aproveitado pelo segmento de semijoias, para exibição e incentivo à compra. 

Com a transformação digital e o crescimento das vendas online,as pessoas buscam cada vez mais facilidade para visualizar produtos e entrar em contato com a marca para, finalmente, se tornarem clientes. 

Logo, entender o que é essa estratégia e como utilizá-la em sua loja de semijoias pode auxiliar a aumentar seu volume de vendas e faturamento e, por isso, preparamos esse material para você. Acompanhe.

 

O que é o social commerce?

O social commerce, em português comércio social, é uma modalidade de vendas online realizada por meio de alguma rede social, como o Instagram, Facebook, WhatsApp e Pinterest. 

Utilizando-se dessas plataformas, é possível aumentar o alcance das marcas de semijoias com o compartilhamento de imagens e vídeos das peças disponíveis, além da facilidade de iniciar e finalizar a compra por meio da rede escolhida. 

 

Benefícios do social commerce para o mercado de semijoias

O mercado de semijoias é extremamente visual e conta com produtos que geram desejo de compra nos clientes, portanto, participar de redes que contam com o apelo visual mostra-se como bastante vantajoso. 

Contudo, existem outras vantagens da utilização do social commerce, que auxiliam a gerar um vínculo maior entre os revendedores e compradores, por isso, vamos conhecer cada um deles.

Maior visibilidade e autoridade no seu mercado

O Brasil tem cerca de 99 milhões de usuários ativos no instagram, uma das principais redes utilizadas para o social commerce, o que garante uma ampla visibilidade nacional para a exposição de seus produtos. 

Certamente, com uma definição de cliente ideal, é possível direcionar a sua comunicação e atingir uma fatia interessante desse número, o que dificilmente seria possível sem o auxílio da internet. 

Além disso, através da criação de conteúdo de valor e divulgação de avaliações de clientes, a autoridade do revendedor de semijoias sobre seu ramo e seus produtos vai sendo criada gradativamente. 

Isso porque, por meio do gatilho de autoridade, cada vez mais pessoas se sentem confortáveis em realizar uma compra, impactando positivamente seu lucro.

Interação e engajamento com os usuários

Como o próprio nome diz, a base desse comércio é pautada no na socialização e, para isso, as redes sociais são artifícios facilitadores. 

Utilizando publicações de suas peças, passa a ser viável a criação de vínculo com os clientes antigos e os novos, e quanto mais eles são nutridos, maiores são as chances de chegarem à compra de fato. 

Além disso, a facilidade de tirar dúvidas sobre os produtos podem facilitar o processo de vendas de suas peças, uma vez que a marca pode transmitir humanização por meio de suas interações enquanto retira incertezas do consumidor. 

Ademais, quanto mais seguidores engajam com seus posts maior passa a ser o alcance da marca dentro da plataforma, expandindo ainda mais seu contato com novas pessoas.

Melhor posicionamento de marca

A criação de um universo de marca é bastante benéfico dentro do social commerce, pois permite que o cliente lembre-se dos seus elementos e a identifique com maior facilidade. 

Portanto, todas as comunicações geradas através de imagens, frases e sua logomarca posicionam seu negócio no mercado, e a diferenciam da concorrência, além de te aproximar do perfil de cliente ideal.

Custo / benefício para divulgar seus produtos

O acesso às redes que compõem o social commerce são gratuitas, e basta que o revendedor de semijoias faça seu cadastro para poder utilizá-las como um meio de vendas. 

Embora existam maneiras pagas de se divulgar uma loja virtual, as plataformas atuais contam com ferramentas que auxiliam no alcance de novos usuários de maneira completamente sem custo, como por exemplo:

  • Reels, stories e hashtags no Instagram;
  • Listas de transmissão e status, no WhatsApp;
  • Marketplace e Grupos, no Faceboook.

Dessa forma, existe um ótimo custo-benefício de divulgar as semijoias nessas redes, já que será necessário um pequeno investimento de tempo em tirar boas fotos e criar conteúdos sobre as peças. 

 

Como usar o social commerce na sua loja de semijoias?

Mesmo que a utilização das redes sociais faça parte da vida cotidiana, as práticas de utilização delas para o social commerce devem ser diferentes de perfis de usuários comuns, uma vez que é uma empresa comercializando seus produtos.

Portanto, é necessário realizar ações planejadas e com intuitos bem estabelecidos, mantendo como foco a satisfação do cliente e o aumento de vendas de suas peças. 

Para isso, podemos utilizar boas práticas, como as citadas abaixo.

Saiba como se relacionar com seus seguidores

Ter uma persona bem delimitada é essencial para este passo, afinal, será entendendo quais são as dores, vontades e desejos dela que a sua comunicação será mais assertiva. 

Além disso, é necessário bastante atenção aos comentários e mensagens recebidas nas redes, para que todos sejam respondidos com atenção, cordialidade e rapidez sempre. 

Crie uma estratégia de marketing eficiente

Uma estratégia de marketing presume planejamento e intenção, portanto, antes de apenas publicar uma imagem da sua peça ou cadastrá-la para venda, tenha em mente qual o intuito do post e como ele agrega na vida de seu cliente. 

Conhecer bem a jornada do consumidor e quais são os passos que eles dão do momento em que conhecem sua marca de semijoias até finalizarem a compra pode ser uma ótima forma de preparar conteúdos cada vez mais específicos e com maior chance de convertê-los em vendas. 

Ademais, com um planejamento consistente, maiores são as chances de crescimento dentro das redes, adquirindo mais contatos e seguidores.

Desenvolva posts orgânicos e pagos

Os posts orgânicos são aqueles publicados sem o pagamento de impulsionamento, enquanto os pagos são exatamente o oposto. 

Investir em publicações pagas é uma forma de atingir novos usuários que ainda não tiveram contato com sua marca, e aumentar a sua base de interessados.

Os investimentos e o tempo de atividade dos anúncios pagos são definidos por você, sem valor mínimo ou máximo. No entanto, conforme os posts começam a trazer resultados você poderá realizar otimizações que melhorem a performance deles e seu retorno.

 

O social commerce substitui lojas virtuais e estabelecimentos físicos? 

O social commerce é uma nova forma de realizar vendas através da internet que usufruem das redes sociais e seus usuários para expandir as formas já disponíveis até o momento. 

Portanto, para as marcas de semijoias que tem uma loja virtual, essa pode ser uma nova integração que aumenta as possibilidades de novas compras. 

Já para as lojas físicas do segmento, o comércio social pode ser uma maneira a mais de levar clientes para sua loja física, por exemplo, mesmo gerando vendas simultaneamente no on-line. valo

No entanto, a junção de todas essas estratégias é o que chamamos de omnichannel, que é uma forma de conectar todos os canais de vendas de uma marca e facilitar a aquisição de produtos pelo cliente.

Logo, o social commerce mostra-se como um propulsor para o mercado de semijoias e pode ser considerado, pela sua loja, como uma estratégia a se implementar com foco em expansão no mercado e aumento do lucro da empresa. 

Deixe seu comentário